Sequência pegadinhas

O cara entra no banheiro público e quando sai ta no meio de uma reunião.

Piá dos infernos espancador de patos hehehe.

Nesse é massa quando começa a aparecer cego de tudo que é lado.

Gugu vai ganhar seus milhões por mês na Record

E é assim que se ganha direiro no Brasil. E a matéria falsa com o PCC??
Ainda escrevo uma tese sobre isso hehehe...

Elvis está vivo em um sítio na Argentina

Esse documentário é sobre boatos de Elvis estar vivo, morendo escondido em um sítio na Argentina. Vejam o que acontece quando a equipe vai até o sítio. Há um velhinho em uma cadeira de rodas, e seus empregados o escondem. Será que o Michael vai morar lá também?

Escutais

A gravação secreta do Michael com o Nirvana:

Essa é uma ruim

Substituto para Nilmar

Ouvi nos corredores da área VIP do Gigante ontem que o Inter ta se mexendo pra trazer Carlitos Tevez, após a venda de Nilmar.

Bem no meio

Cenas inéditas da morte de Michael

Monstlo mau

video

Michael Jackson não Morreu !!!

Não, não estou parafraseando o famoso dito popular sobre o Rei do Rock Elvis The Pélvis. A frase é atual e, pasmem, verdadeira.

Não é apenas no final trágico e melancólico de suas histórias que aproximam o rei do rock e do rei do pop. Elas se encontram na palavra MENTIRA. Está mais do que na cara que o ex-negão Jackson seguiu a linha de Elvis e forjou sua morte morrida.




Um ser como Michael Jackson, que mais parecia uma libélula em forma de gazela, nunca se daria ao luxo de não possuir um serviço médico especializado em sua mansão. Nem que este serviço fosse realizado por jovens estagiários que esboçacem aquele ar jovial que tanto agradava Michael. Um desfribrilador é equipamento comum como o telefone e ar condicionado na casa do criador do Moonwalker, o que impossibilita a morte do outrora garotinho com cabelo de cotonete usado dentro de sua própria residência.

Agora vamos aos fatos que aproximam Michael Jackson de seu “sogro in memoriam” Elvisley. Isso mesmo. Já temos uma grande evidência. Elvis é sogro de Michael Jackson que foi casado durante anos com Lisa Marie Presley. Ao que parece, ocorriam encontros familiares corriqueiros entre o vitiligo e topete. Elvis, com 154kg atualmente aconselhava Michael a seguir o mesmo caminho que ele percorreu outrora, de se tornar um mártir da cultura pop antes de se afundar nas profundezas do regime semi aberto da penitenciária de Los Angeles.

Outro fato que desponta ainda mais esta teoria é a forma como os dois indivíduos fingem terem morrido. Alegam a mesma lorota, parada cardíaca.

E tem mais!!

Ambas paradas cardíacas se devem a uma “possível” overdose de remédios.

Ora bolas (hour balls, em inglês), “black and white jackson” utilizava-se de excessivas doses de medicamentos desde seus 9 anos de idade. Seu organismo já estava tão acostumado que a possibilidade de problema seria se ele ficasse sem se emboletar.


E agora eu pergunto... E estes shows em Londres?
Pra que vender com antecedência de 1 ano, ingressos para 50 shows?
É marketing, rapá! Puro marketing!

Além do vínculo familiar, há apenas um elo de ligação entre os grandes reis da musica e o mundo externo. E este elo se chama Steven Spielberg. Isso mesmo. E esta coincidência não é gratuita.
Spielberg planeja fazer um filme no qual a história dos dois ídolos se unifica, buscando mostrar um paralelo entre a contaminação da musica com a superioridade da propaganda norte-americana perante todo o globo terrestre. Este filme irá galgar os dois ídolos a um patamar de endeusamento absoluto de seus vultos.
Neste link posso comprovar que Spielberg não apenas esta por dentro como é o grande propagador e idealizador desta manipulação em nome do espetáculo.

As peças já foram jogadas no tabuleiro, ou melhor, tiradas. Agora que o show da manipulação e do entretenimento comece!

Raul Cadore já mostrou o caminho de como forjar uma morte bem sucedida e fugir para o exterior. Só não vê quem não quer.

Michael Jackson e Elvis Presley a essa hora estão dando gargalhadas em alguma ilha do Pacifico Sul. Rindo, compondo e criando dancinhas que revolucionarão o mundo do show business nos próximos 50 anos.

Será???

Nossa primeira teoria é "pacto com o diabo". Trocou a fama pela alma e teve uma vida louca e curta.
A segunda teoria em breve aqui no bolha na rede.

Minha visão metafórica do jogo de quarta

Enfim, melhor maneira explicar uma tese e se fazer por entendido é através de uma boa e velha metáfora.

Então segue abaixo minha metáfora em forma de texto e vídeo.

Como não poderia deixar de ser, utilizo nosso maior filme de lutas de todos os tempos para explicar o que aconteceu e o que acontecerá semana que vem, então lá vai...

Quando Ray Jackson vislumbrou no placar sua luta com Chong Li, ele viu que ali era a hora de mostrar ao kumitê a sua força, pois precisava mostrar pra cima do Chong Li (já copeiro em kumitês) que ele é o cara.
Começada a luta ele agrediu Chong Li de maneira não esperada. Chong Li não acreditava que Ray "Smash" Jackson pudesse aniquilá-lo e continuou a luta, porém aprveitando da situação favorável Jackson dá uns sopapos em Chong Li que vai à lona.
Parecia encerrada a luta.
Ray Jackson poderia naquele momento ter finalizado, já que seu adversário estava caído, tonto ao chão.
Mas com Chong Li não se brinca. O cara sabe o tablado onde pisa, sabe jogar pra torcida e fazer do sangue seu catalisador de energia. Quando ele assoa o nariz e vê o sangue que corria em suas veias externado por sua via nasal, o desejo de vingança, de raiva, de ódio e principalmente de aniquilação total e massiva do adversário toma conta de sua mente e de sua incontestavel força.
Jogando em casa, com o ódio nos olhos, sob os holofotes dos devoradores de sangue na torcida, Chong Li aniquila em segundos seu adversário, que até então mostrava-se convicto de sua vitória.
Resta a Ray Jackson passar algumas noites na UTI para se recuperar da sova que tomou do copeiro Chong Li.





TIVERAM A CHANCE DE NOS MATAR E DESPERDIÇARAM.

AGORA QUE ARQUEM COM AS CONSEQÜENCIAS !!!

Final de uma torcida só

Para os mais desavisados, que esperam invadir o estádio adversário numa possível final (se deus quiser iremos classificar!), que fiquem sabendo que caso se confirme o Estudiantes para a decisão, muito provavelmente haverá, nos dois confrontos, estádio de uma torcida apenas.

A Argentina estuda decretar Estado de Emergência por causa da gripe suína e no jogo de ontem a noite já tivemos apenas a torcida local no estádio.

Enfim, serão finais de uma torcida só por jogo.

Pelo bem da Libertadores, que vença o Nacional !

Morte a Chico Lang!!!!!


http://www.gazetaesportiva.net/nota/2009/06/25/585664.html

Para curar a alma do gustavo

A insustentavel bebedera do ser ou para que falar em futebol se o time só erra gol

E se tivessmos perdido de 1 a 0?

É exatamente isso que eu pergunto a todos:

E SE TIVESSEMOS PERDIDO DE 1 – 0?

Como estariam os comentários hoje pela manhã?
Concordo que não teria sido um resultado espetacular, mas certamente todos estariam comentando o fato do Grêmio ter conseguido um resultado importante. Vantagem mínima do adversário que na maioria das vezes (pra não dizer sempre), o tricolor reverte de maneira tão natural como defecar após aquele exagerado almoço de domingo.
É, teria sido, na cabeça de muitos um resultado que deixasse as pessoas mais esperançosas. Seria um alento aos menos otimistas.

Mas não foi.
Vimos nossa esperança ruir em alguns segundos do início do segundo tempo. E quando a tristeza imperava até sobre nosso nervosismo exacerbado, tomamos o terceiro gol.
Para muitos ali foi o fim. Desligaram a televisão. Outros gritavam impropérios diante do equipamento televisivo para Paulo Autuori e seus esforçados, porém inoperantes atacantes.

Talvez neste momento, ninguém mais sonhasse com uma vitória magra do tricolor, ou de um empate confortante. Naquele momento da mais profunda decepção, todos queriam apenas sair vivos, mesmo que isso contrariasse toda a lógica que se vinha dentro de campo. Um time descontrolado, a torcida adversária já dando a disputa por encerrada. Naquele momento nosso maior desejo como gremista era apenas voltar para aquele 1 a 0 do primeiro tempo. E voltar vivo para mudar essa história para nossa casa.




Então, no momento onde não havia mais tática em campo, surge a técnica. A técnica de Souza pra colocar a bola pra dentro. Como se tivesse levado-a com a mão naquele canto esquerdo do goleiro mineiro.

Um fio de esperança se acendeu.

Muitos naquela hora estavam jogados ao sofá, com aquela fisionomia apática e sem vontade de sequer mexer o pé esquerdo que estava formigando, ergueram a coluna, fecharam o punho e pensaram, assim como eu, uma única e importante frase:
“Estamos vivos”.
Para muitos o resultado não serve, não temos muitas chances e não devemos depositar esperanças. Para muitos, como estes, se a derrota tivesse sido de 1 a 0 talvez pudéssemos reverter, pois é um placar simples.

A estes eu gostaria de dizer que o 1 a 0 engana. O 1 a 0 faz com que o time fique com receio de atacar. No 1 a 0 o resultado de vitória simples é sempre do adversário, que precisa de um contra-ataque apenas para jogar pelo score de 2 gols de diferença. Ou seja, o 1 a 0 na verdade é um 2 a 0 mascarado.


Nós conseguimos um 3 a 1 contra, e eu não sou louco de dizer que este resultado é melhor que o 1 a 0, com certeza não o é. Mas posso garantir que não é muito diferente não. Pois com um 3 a 1 temos uma gordura. O crédito de que se aconteça o desastre de se tomar um gol, a diferença ainda poderá ser a mesma de 2 gols. Não vou me ater a números, mas sim ao espírito. Com o gol feito fora, vamos entrar com mais ímpeto, com muito cuidado, mas sem aquele receio de que um gol tomado é o fim. Teremos mais capacidade de atacar e de pressionar o adversário.
Seremos um time com mais gana. Colocaremos mais pressão. Seremos muito mais Grêmio!

O 2 a 0 nos serve. Da mesma maneira como serviria se tivéssemos perdido pelo score simples de 1 a 0.

Vamos Grêmio! A dificuldade já foi muito maior e passamos por cima com naturalidade!

Por isso tudo, volto a perguntar:

E SE TIVESSEMOS PERDIDO DE 1 – 0?

Palpite(s) Cruzeiro vs Grêmio

Como é um jogo especial e os astros e buzios ficam meio abalados com tamanha espectativa me reservo no direito de poder palpitar duas vezes.

Lá vai:

1) Cruzeiro 1 - 2 Grêmio (gols de Maxi e Souza para o Grêmio)

2) Cruzeiro 0 - 1 Grêmio (gol de Maxi)


Era isso.. agora é esperar pra ver.

Dale Grêmio !

Minha análise não-passional

O favoritismo que estão dando para o Cruzeiro hoje é extremamente superficial. Se for comparar, o Grêmio é mais time. A começar pelo goleiro inseguro do Cruzeiro, a zaga do Grêmio dá de 10 a 0, Tcheco se equivale ao Wagner, pois os 2 são inconstantes, Souza joga bem mais que o tal de Marquinhos, o ataque se equivale, sendo que o Welington Paulista pra mim é muito fraco. Os técnicos não se pode comparar em termos de currículo, e Autuori mostrou ter visão, pois vai pôr o Thiego no lugar do ruim Ruy, que era minha esperança pra entregar a rapadura. Vai ganhar muito em marcação e bola aérea. A imprensa fala que o Cruzeiro está jogando muito, não sei quando. Contra o Inter mostraram não ter muito poder de fogo, e contra o São Paulo jogou bem, mas ninguém comenta que o São Paulo jogou e está jogando muito mal. Então meus amigos, confesso que hoje não é um dia esperançoso para mim, secador assumido e convicto. O que me resta é acreditar na pressão do Mineirão e torcer pra um apagão, amarelão ou chilique do Tcheco pra desandar a maionese.

Verdades sobre Guiñazu


- Após os treinos faz meia hora de gelo em uma banheira e vai para casa correr mais 30 minutos de esteira "para relaxar a musculatura".
- Jogou uma partida de sul-americana com um furo no joelho, feito pelo médico no intervalo, devido a uma lesão no menisco.
- Jogou um segundo tempo do Brasileirão com o braço luxado, só colocou uma tala, enfaixou e não quis saber de sair do jogo.
- O calendário de Guiñazu vai de 2 de abril até 31 de março. Ninguém faz Guiñazu de bobo.
- Para toda ação, há uma reação. Exceto se a ação for um carrinho de Guiñazu.
- Guiñazu não gosta de Halls, ele prefere pastilhas de Urânio 238.
- Guiñazu jogou roleta russa com a arma toda carregada e ganhou.
- Guiñazu tomou um vidro inteiro de pílulas para dormir. Eles o fizeram piscar
- Quando Guiñazu faz flexões, ele não levanta o próprio peso, ele empurra a terra.
- Guiñazu venceu o campeonato de pôquer com um dois de paus e uma carta de saída livre da prisão do Banco Imobiliário.
- Guiñazu ajudou a fazer seu próprio parto. Ele inventou a cesariana quando deu um carrinho para sair da barriga de sua mãe.
- Quando disseram "Nem Deus afunda o Titanic", Guiñazu disse: "É um desafio?".
- Após assistir a "O Chamado", o telefone de Guiñazu tocou. Um breve diálogo: “- Sete Dias!
- HOLA... Aqui é Guiña...
- Desculpe, foi engano.”
- Guinazu amarra a chuteira com o cordão da calçada.
- Guinazu não usa relógio. Ele decide que horas são.
- Guinazu pediu uma camisa do Inter na GremioMania... e foi atendido!
- Se Guiñazu fosse mulher, seu nome seria Chuck Norris.
- E para homenageá-lo, o Winning Eleven 2010 terá 5 dificuldades: Easy, Medium, Hard, Ultra Hard e Guinazu Mode.
SALVE GUIÑA!

Curtiu?
Seja um seguidor do blog.

Somos a cara dos nossos desafios!

Até hoje existiram apenas dois eventos na historia moderna que mudaram alguns conceitos trazendo a tona que o impossível, que o inacreditável é tangível.
Não é por nada que estes dois eventos são os únicos que podem ser lembrados pela simples menção de sua data. Estas viraram um subtítulo, um complemento do fato ocorrido. E é por isso que dias antes normais, se tornaram datas a serem lembradas ano após ano.

Ou você tem alguma dúvida quando mencionamos o 11 de setembro e o 26 de novembro?

Pois é, 11 de setembro foram os atentados que independem de dizer o ano, basta mencionarmos 11 de setembro que fica implícito os atentados de 2001 nas torres gêmeas. Tal data é lembrada anualmente, pois conseguiu mudar a historia, o panorama geopolítico em que vivemos.
E basta falarmos em 26 de novembro, que desde 2005 não é um dia normal, ao menos no mundo do futebol. Não é preciso nem descrever o ocorrido naquele dia, não há quem tenha dúvidas do que estamos falando.

Talvez o que aproxime estas duas datas é o sentimento que ela provoca nas pessoas. Um puxão para a realidade, para as verdadeiras e importantes coisas da vida.

Várias são aqueles que estiveram à beira da morte e afirmam que esta foi uma experiência que mudou as suas vidas. Tomado por um sentimento de humanidade, como se desse um tapa na cara das mesquinharias e futilidades da vida. Neste momento, estas pessoas realmente abriram os olhos para realidade.

Naquela tarde quente e ensolarada de 2005 foi o que aconteceu com muitos de nós. Vimos a morte, o inferno e a injustiça prevalecerem na relva daquele gramado nordestino. Quando nós já buscávamos uma saída, uma explicação para aquele crime no qual estávamos sendo abatido, nossos jogadores nos deram a maior lição que o futebol e a vida poderiam nos proporcionar. Naquele dia sabemos que não basta ser bom ou ser forte, é preciso antes de tudo, acreditar e comparecer.



Ficamos em campo, ganhamos e somos lembrados como um time de luta. Criamos esta imagem de vencedores sem precisar de anos e anos de excessivo marketing, como fazem alguns clubes por aí.

Por isso não há motivos para temer ninguém. Não será um Cruzeiro que vai dizer até onde podemos chegar ou quais são os nossos limites. Até porque pra quem já fez a travessia do inferno ao céu em poucos segundos, estamos apenas diante de uma pedra no meio do caminho. E com pedras no caminho, ou passamos pelo lado ou pisamos em cima, mas voltar, jamais.

Corola

video

Solução prática



Comentário: não seria melhor criar os ratos de uma vez?

Depois do Gaúcho da Copa...

O gordinho do sorvete.

Produto Coreano

Frases clichês do mundo do futebol.. com comentário

Aí vai a parte 1 ... mais tarde tem mais !!!

----------------------

“Tive a sensação do pênalti!” (Ou tu viu ou tu não viu o penalti, não precisa sentir nada. Vai ver tu sentiu foi uma piroca por trás, sua baitola falante!)

“Nesse tipo de competição o importante é marcar gol fora de casa.” (tá bom então, toma um 4 a 1 fora de casa que eu fico com o 0 a 0 gazela intelectual)

“O gol foi importante, mas o 1 x 0 é um placar perigoso”. (sim, sim, bom é estar 0 a 0, pra não deixar o adversário brabo, cagada ter marcado esse gol)

“Não há mais craques como antigamente” (pois é, vai ver também não há mais zagueiro cego e mirrado também, velho ignorante)

Efeito Tsunami

Efeito tsunami no futebol é o que aconteceu em 2006, quando o Inter perdeu o Gauchão, dando aquela recuada, pra depois vir com tudo e passar por cima de todo mundo, literalmente. É essa teoria do efeito tsunami que me faz olhar com outros olhos para essa goleada de 4 a 0. Quantas vezes já ouvi “ainda bem que perdemos aquele Gauchão em 2006”. Espero ouvir no futuro próximo “se não fosse Imperador, não sei se viraríamos contra o Corinthians”.

Ronaldo...

Lista Negra

Ontem Marcelo Cordeiro acabou com a paciência de todos. Nem cruzar, que é a função básica do lateral, ele sabe.

1° Marcelo Cordeiro - contribuição zero nos últimos jogos
2° Leandrão - é um fanfarrão
3° Danilo - ruim e comprometedor
4° Álvaro - qualquer um passa por ele na corrida
5° Giuliano - desatento e não está correspondendo

Grêmio, Paulo Autori e o 4-4-2.

Depois do empate suado de sábado contra o Goiás, muitos começaram a questionar as escolhas de Paulo Autuori e do novo esquema 4-4-2.

Não quero iludir ninguém e nem me iludir sobre o sucesso do Grêmio, principalmente na Copa Libertadores. Mas acredito que muitos estão entrando em desespero muito antes da hora. Basta olharmos para nosso adversário de quarta-feira, que também poupou alguns jogadores, e tomou uma tunda do jovem Barueri. E cá entre nós, o Goiás é mais time que o enfadonho Barueri.




Vamos a alguns pontos que acho importante destacar, sobre atual situação do Grêmio e o tão falado 4-4-2:

1 - Tulio e Adilson deram mais consistencia ao meio campo e liberaram o Tcheco que anda realizando boas partidas. Antes, com tcheco na volancia, o Adilson perdia quase todas as bolas em que ele tentava sair. Agora ele tem liberdade para avançar, ao invés de ficar sob pressão e arriscar o passe.

2 - A zaga fica melhor quando o Thiego entra na direita no lugar do ruy. O Souza joga no meio campo pela direita, por isso não precisamos de um lateral que avance muito. Precisamos é de alguem que resguarde aquela linha do gramado.

3 - Fabio santos começou a render muito mais no 4-4-2. Já que ele não é um menestrel do drible, ao menos tem conseguido apoiar com consistência.

4 - A grande incógnita para o sucesso do 4-4-2 é se Tcheco e Souza irão se acertar, na medida que eles conseguirem se entrosar, o esquema será um sucesso. São dois jogadores que tem tudo para se encontrarem, o jogo cadênciado do Tcheco é o que falta para o habilidoso porém, as vezes, equivocado Souza.

5 - Maxi e Herrera é a opção certa no ataque. Se o Grêmio quiser mostrar algum diferencial mediante aos demais times, este se encontra na marcação na saída de bola pelos avantes. Se Herrera sempre foi agraciado pela torcida por sua vontade, nesta vez ele encontrou um companheiro tão (talvez até mais) voluntarioso na marcação inicial. Essa bola recuperada, pode ser a PRINCIPAL arma do time do Grêmio.

6 - Paulo Autuori não será um Felipão a beira do gramado. Mas já tem demonstrado que não é mais apenas um técnico pensativo na casa mata. Tem mostrado que também pensa no torcedor, buscado se adaptar ao estilo que agrada a nação gremista, de ficar na beira do campo fiscalizando cada jogada do time.

7- Esqueçam Douglas Costa para este primeiro semestre. Voltará a ter chance apenas após a libertadores.

8 - Não confundam jogo de sabado as 18:30 por uma rodada qualquer do brasileirão com semifinal da libertadores. O mesmo vale para nosso adversário. Vai ser um embate de igual para igual, mas diferentemente do que a maioria dos analistas pensam, vejo o Grêmio um pouco acima do Cruzeiro em termos de futebol e competitividade.